Quem Somos

3.000 caracteres por dia. 

A ideia do Mundial surgiu em 2013 em uma das minhas oficinas de escrita. Uma de minhas alunas dizia que não lhe agradava nada do que ela escrevia e que por isso escrevia pouco. Um outro aluno das minhas oficinas havia lido uma pesquisa acadêmica que afirmava que se fazemos algo durante sessenta dias seguidos se tornaria um hábito; decidimos experimentar com o grupo o que aconteceria se escrevéssemos todos os dias durante esse tempo. Então nos impusemos como meta escrever 3.000 caracteres por dia, o equivalente a uma página, em um arquivo compartilhado, para podermos ler uns aos outros.  

O objetivo do jogo, que nomeamos Le Championnat, sempre foi incentivar o hábito da escrita. É jogado, desde 2013, quatro vezes por ano nas minhas oficinas – e foi assim que muitos alunos começaram a escrever os primeiros esboços de textos que depois se converteram em livros. 

Não resta dúvidas que o hábito não é tudo e que existe um aspecto da escrita que é solitário e dependente das musas. Tampouco há métodos infalíveis. Todo processo criativo está cheio de dificuldades. Mas minha experiência aponta que a mescla de competição e solidariedade, de individualismo e pressão em grupo que ocorre nestes campeonatos pode ser muito produtiva.  

Em março de 2020, quando a quarentena devido ao Covid-19 foi decretada na Argentina, decidimos abrir esta competição, que denominamos Mundial de Escrita. Em apenas três dias foram inscritas quase três mil pessoas de 37 países e muita gente disse que se sentiu incentivada a escrever durante estas duas semanas. Dois meses depois, repetimos a experiência e convidamos escritores de todo o mundo para que sugerissem um exercício de escrita a cada dia. Durante a terceira edição, inauguramos a categoria infanto-juvenil e acrescentamos um Mundial de Poesia. No total, mais de 15.000 pessoas de 50 países se inscreveram nas três edições de 2020. 

Hoje somos uma equipe de mais de 60 pessoas. O plano, na medida em que possamos mantê-lo, é organizar várias edições ao ano e ir melhorando e inovando para que o Mundial se converta também em uma plataforma e rede social de saberes e experiências acerca da escrita para todos aqueles que por ela se interessam de uma forma ou de outra. 

Santiago Llach

Nossa Equipe
Producción general
Santiago Llach
Producción
Catalina Lascano
Producción
Giuliana Migale Rocco
Producción
Luciana Cáncer
Producción
Olivia Gallo
Traducción
Mariana Ferraz
Traducción
Sarah del Piano
Ilustraciones y flyers
Esteban Serrano
Diseño digital
Ezequiel Lancelotti
Edición de video
Martín Iriarte
Comunicación y redes
Martina Pettinarolli
Equipo Todoterreno
Zoe Bresca
Equipo Todoterreno
Violeta Olivera
Equipo Todoterreno
Gastón Guendjian
Equipo Todoterreno
M. Paz Córdovez Varea
Equipo Todoterreno
Pilar Loffredo
Equipo Todoterreno
Candela Guerriero
Equipo Todoterreno
Paula Bonnet
Equipo Todoterreno
Agustina Tassone
Agradecimentos

Grupo das Terças do verão do ano 13: Hilario González, Pablo Lanseros, Cecilia Fanti, Julieta Mortati, Vicente Amadeo, Debora Mazzola, Daniel Borensztein, Federico Stange.

Jogadores do primeiro Championnat: Paca, Willy & os Sábados de Florida, queridas Viajantes de Classe Mundial, as Quintas de ensopado de Guada e os primeros Caracteres Ardentes, que depois se foram para Iowa.

Alunos de todos os anos que ajudaram a aperfeiçoar a competição. 

Tamara Talesnik, muitíssimo obrigado. 

Quebraram tudo nos dias mais agudos da quarentena: Luna Neuman, Manuela Martínez, Nicolás Arévalo & o filhote León Llach Mariasch. 

Tomo ar para voltar a cumprimentar outra vez: Mariela Paoltroni, Florencia Gueler, Ivana Steinberg, Sol Echegoyen, Martín Kunik, Carolina Kilzi, Florencia García López, Jazmín Hollmann, Paula Bonnet, Julián Kusnetzoff, Rafael Otegui, Eitan Abelson, Sebastián García Uldry.

Ao jurado de pré-seleção da primeira edição: María Arozamena, Matías Bauso, Dalia Ber, Mariano Blatt, Matías Camacho, Josefina Delgado, Daniela Dorfman, Magdalena Estrugamou, Olivia Gallo, Karina Galperín, Gonzalo Gossweiler, Mercedes Güiraldes, Gustavo López, Juan Pablo Luccioni, María Inés Martínez Asla, Adriana Riva, Ángeles Salvador, Raquel San Martín, José Santamarina, Amalia Sanz, Natalí Schejtman, Julia Szejnblum, Santiago Valentino e Patricio Vega.

Leila Guerriero.

Marcela Mora y Araujo.

Gabriela Adamo.

Ana Clara Pérez Cotten.

Florencia Ure.

Tomás Guarna.

Benita Llach, revelação da Primeira Copa. 

Aos grandes colaboradores da Terceira Copa: Félix El Idd, Violeta Noetinger, Joana D’Alessio, Cecilia Criscuolo, Ana Laura Pérez, Paca Muracciole, Luciana Cáncer, Sebastián Lidijover, Vanina Colagiovanni, Pablo Braun, Rafa Otegui, Martín Wilson, Damián Tullio, Hugo Sánchez.

A Franco Filip, María Fernanda Maquieira, Juan Morris, Natalia Ginzburg, Claudia Piñeiro, Gonzalo Heredia e Gerry Garbulsky.